Notícias

Coronavírus: Prefeitura disponibiliza informações e orientações técnicas

Mais de 2 mil profissionais de Saúde, todas as 27 Unidades de Vigilância Sanitária do município, além de profissionais da Rede Municipal de Ensino receberam instruções

De Secretaria Especial de Comunicação

Desde o dia 10 de janeiro, a Prefeitura de São Paulo realiza ações de prevenção e orientação em toda a Rede Municipal de Saúde sobre o COVID-19, também conhecido como Coronavírus. Foram disponibilizadas informações e orientações técnicas voltadas para profissionais de saúde, além da instrução dos gestores dos equipamentos de saúde da rede municipal. O objetivo é manter as equipes informadas e seguindo os procedimentos. 

“Estamos enfrentando essa pandemia com prevenção e eu elogio o trabalho realizado pela Prefeitura de São Paulo. A equipe de Vigilância Sanitária está realizando um trabalho impecável tanto com a oferta dos dados epidemiológicos e diagnósticos, como na observação dos infectados. Um trabalho exemplar que deve ser citado neste momento”, disse o infectologista e coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado de São Paulo, David Uip.

Mais de 2 mil profissionais de Saúde, todas as 27 Unidades de Vigilância Sanitária do município, além de profissionais da Rede Municipal de Ensino receberam instruções sobre identificação e como fazer a comunicação online dos casos suspeitos. São pessoas que atuam como agentes multiplicadores, difundindo as melhores práticas em todas as regiões da cidade. 

A Prefeitura de São Paulo também estabeleceu um fluxo específico com o Instituto Adolfo Lutz para receber as amostras suspeitas, inclusive aos finais de semana. Os casos positivos para o vírus estão sendo monitorados e orientados pelos profissionais de vigilância em saúde (municipais e estaduais) e pela rede assistencial.

As equipes de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) trabalham de forma integrada e sob orientação do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), do Estado de São Paulo e do Ministério da Saúde. A Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVISA) está em contato direto com estes órgãos, acompanhando todas as atualizações e orientações sobre a evolução dos casos.

“As nossas unidades estão preparadas para a situação, além de um funcionamento normal da nossa rede. Por enquanto estamos conseguindo dar conta de informar imediatamente os casos suspeitos e também acompanhar, seja o caso suspeito ou identificado”, disse o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.

No momento, o papel da saúde municipal é:

  1. Monitorar os casos suspeitos na cidade de São Paulo; 
  2. Orientar e capacitar os profissionais de saúde; 
  3. Preparar a rede municipal para os atendimentos. 

Todas as unidades têm as instruções necessárias para o manejo e o fluxo da doença. As orientações com relação à prática de transmissão de doenças respiratórias e a respeito do fluxo para atendimento dos casos suspeitos foram reforçadas.  

Educação
Os funcionários das Diretorias Regionais de Educação receberam treinamento promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O objetivo era informar e capacitar os profissionais sobre o novo coronavírus. A formação aconteceu em 7 de fevereiro e serviu para que as recomendações dos especialistas da saúde sejam replicadas nas unidades de ensino. 

Na próxima terça-feira (17) as escolas municipais realizarão o Dia D de Combate ao Coronavírus. Estarão envolvidas todas as escolas e quase 1 milhão de alunos da rede municipal.

Veja também

Coronavírus: Prefeitura de São Paulo apoia ações do Governo do Estado

Coronavírus: Quando devo procurar uma unidade de saúde?

 

 

 

 

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Cursos Grátis no Portal do Cate