Notícias

Coronavírus: Prefeitura declara estado de calamidade

Medida tem o objetivo de simplificar o processo de compras e contratações, dando mais agilidade e rapidez às decisões tomadas pelo secretariado.

De Secretaria Especial de Comunicação

O prefeito Bruno Covas anunciou nesta sexta-feira (20), em coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da cidade, que será reconhecida a situação de calamidade pública na cidade de São Paulo. A medida, que será publicada no Diário Oficial do Município, tem o objetivo de simplificar o processo de compras e contratações, dando mais agilidade e rapidez às decisões tomadas pelo secretariado.

“Este é mais um trabalho conjunto entre a Prefeitura e o Estado de São Paulo. A assinatura deste decreto vai permitir uma série de agilidades para podermos tomar decisões e efetivar as ações que são discutidas com todo o secretariado, que tem se reunido diariamente para avaliar os últimos dados e tomar as medidas cabíveis”, disse o prefeito Bruno Covas.

A medida também será aplicada no Governo do Estado de São Paulo

“O reconhecimento do estado de Calamidade Pública, a partir de amanhã, é decorrente das circunstâncias da epidemia do COVID-19. O objetivo desta medida não é gerar pânico, mas gerar facilidade de ações do governo e dos 645 municípios do Estado”, destacou o governador João Doria.

Durante a entrevista, o Covas também destacou novas medidas que foram anunciadas hoje, como o fechamento de todos os parques gerenciados pelo município e a instalação de 2 mil leitos de baixa complexidade no Anhembi (Zona Norte) e no Pacaembu (Zona Oeste)

 (Texto atualizado às 19h30)

Acesse também:
Coronavírus: Confira as principais notícias publicadas no site da Prefeitura

Ações do documento