Notícias

Coronavírus: conheça alguns mitos e verdades sobre a doença

Dra. Helena Sato, diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), alerta para as fake news que circulam nas mídias sobre a doença

De Secretaria Especial de Comunicação

A doença respiratória provocada pelo novo coronavírus é oficialmente conhecida como COVID-19, sigla em inglês para “coronavirus disease 2019” (doença por coronavírus 2019, na tradução).

O quadro pode variar de leve a moderado, semelhante a uma gripe. Alguns casos podem ser mais graves, por exemplo, em pessoas que já possuem outras doenças. Nessas situações, pode ocorrer síndrome respiratória aguda grave e complicações. Em casos extremos, pode levar a óbito.

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), esclarece as notícias falsas que circulam nas redes sociais e aplicativos de mensagem sobre o enfrentamento ao novo coronavírus e tratamento da Covid -19.

Ainda não há nenhum remédio, chá, vitamina ou vacina capaz de curar a doença. A higienização das mãos com água e sabão e etiquetas respiratórias, como cobrir a boca com o braço ao tossir e/ou espirrar, são, no momento, as únicas formas de prevenção ao novo vírus.

Veja também
+ Coronavírus: Confira as principais notícias publicadas no site da Prefeitura

Para orientar a população a identificar o que é verdade e o que é fake news a respeito do coronavírus, a Dra. Helena Sato, diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) estadual de São Paulo, responde algumas questões levantadas recentemente. Confira abaixo:

Plástico-bolha que embala produto chinês pode conter ar infectado pelo novo coronavírus
Resposta: Essa informação é falsa. Não há nenhuma evidência de que produtos enviados da China transportem o vírus. Além disso, a duração do vírus fora do organismo é de aproximadamente 24 horas, tempo menor do que o deslocamento de uma importação da China ao Brasil, por exemplo.

Chá de erva-doce previne a infecção porque tem a mesma substância que o remédio Tamiflu, utilizado para tratar gripe
Resposta: Essa informação é falsa. Até o momento, não há nenhum remédio, chá, vitamina ou vacina capaz de prevenir a COVID-19. Além disso, o chá de erva-doce não possui os componentes contidos no Tamiflu (fosfato de oseltamivir).

Água de alho recém-fervida cura a COVID-19
Resposta: Essa informação é falsa. Até o momento, não há nenhum remédio, chá, vitamina ou vacina capaz de prevenir a COVID-19.

Chinesa infectada pelo novo coronavírus foi curada em 48 horas, na Tailândia, com uso do coquetel contra HIV
Resposta: Essa informação é falsa. Até o momento, não há nenhum remédio, chá, vitamina ou vacina capaz de prevenir a COVID-19.

O novo coronavírus veio do morcego
Resposta: Essa informação é falsa. Ainda não existe comprovação científica de que o novo coronavírus tenha vindo de animais, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). As investigações sobre a origem do novo vírus que provoca a COVID-19 estão em andamento.

O novo coronavírus tem origem em inseticida
Resposta: Essa informação é falsa. Ainda não existe comprovação científica sobre a transmissão inicial do vírus, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). As investigações sobre a origem do novo vírus que provoca COVID-19 estão em andamento.

 

Álcool em gel não mata o coronavírus e outras bactérias e seu uso excessivo favorece a infecção.
Essas informações são falsas. O álcool tem a capacidade de criar uma película antisséptica que fica sobre a pele. No entanto, o produto não substitui a lavagem das mãos e sua aplicação deve ser feita sempre com as mãos limpas, sem que haja sujeiras nelas.

Vitamina de abacate com hortelã previne contra o coronavírus.
Essa informação é falsa. Até o momento, não há nenhum remédio, chá, vitamina ou vacina capaz de prevenir ou curar uma pessoa da Covid -19.

Há semelhança do novo coronavírus com o vírus HIV.
Essa informação é falsa. Não há nenhum registro científico que indique que há inserções semelhantes ao vírus HIV no novo coronavírus.

O novo conavírus foi criado em laboratório.
Essa informação é falsa. Não há evidências de que o vírus foi criado em laboratório.

O novo coronavírus não resiste ao calor e à temperatura de 26°C ou 27°C.
Essa informação é falsa: O Ministério da Saúde reitera que não é possível afirmar que o vírus morre quando exposto a essas temperaturas, uma vez que no corpo humano o novo coronavírus tolera uma temperatura de pelo menos 36ºC.

Israel já tem vacina contra o novo coronavírus.
Essa informação é falsa. Até o momento, não há nenhum remédio, chá, vitamina ou vacina capaz de prevenir ou curar uma pessoa da Covid -19. O que existe em Israel é uma equipe de cientistas que tentam desenvolver uma vacina, assim como em outras partes do mundo, como na China, nos Estados Unidos e no Brasil, por exemplo.

Beneficiários do Bolsa Família vão ganhar R$ 470,00 para comprar produtos de limpeza e máscaras contra o coronavírus.
Essa informação é falsa. O Ministério da Cidadania, responsável pelo gerenciamento do benefício, afirma que qualquer mudança é sempre comunicada pelos canais oficiais e pelo site.

Soroterapia combate o coronavírus.
Essa informação é falsa. Até o momento, não há nenhum remédio, chá, vitamina ou vacina capaz de prevenir ou curar uma pessoa da Covid -19.

Telefones dos CIEVS Municipal e Estadual para casos suspeitos da Covid-19 e teste em casa.
Essa informação é falsa. Os CIEVS e as unidades de Saúde não fazem testes para o novo coronavírus nas casas dos munícipes

Lavar a boca com enxaguantes bucais protege do Coronavírus
Alguns enxaguantes bucais nos protegem por um tempo de bactérias e outros microrganismos, mas não há evidências de proteção contra este novo Coronavírus.

Cães ou gatos podem ser transmissores do Coronavírus
Até o momento, não há nenhuma evidência de que cães ou gatos possam transmitir o novo Coronavírus. No entanto, recomenda-se sempre lavar bem as mãos depois de brincar ou cuidar dos nossos bichinhos queridos.

A vacina da Pneumonia protege contra formas graves do Coronavírus
A vacina da pneumonia nos protege contra uma bactéria que é o Pneumococo. Não há ainda uma vacina para o novo Coronavírus.

As máscaras nos protegem do novo vírus
As máscaras são protetoras, mas há alguns cuidados importantes: nariz e boca devem estar tapados e a máscara deve ser trocada se estiver úmida. Importante saber que a máscara protege, mas não evita a doença. Há outras formas de contágio que independem da máscara. Se uma pessoa com máscara estiver em um transporte coletivo, por exemplo, encostar na barra de proteção que por acaso está contaminada e coçar os olhos pode pegar a doença.

A cada dia, os pesquisadores nos nutrem com novas informações. Até o momento, a mais importante forma de proteção é muito simples: lavar as mãos com água e sabão com muita frequência.

Vale destacar que as pessoas acima de 60 anos e pessoas com alguma doença de base como, por exemplo, diabetes, problemas cardíacos ou doenças respiratórias fazem parte do grupo de risco. Por isso a recomendação para que fiquem em quarentena é fundamental. 

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Agendamento de atendimento nas subprefeituras