Notícias

Combate à pirataria: Prefeitura interdita estamparia na Zona Norte

Operação de combate à comercialização de itens irregulares em parceria com o Deic foi deflagrada na manhã desta terça-feira (18/02); 3,5 toneladas de produtos piratas foram apreendidas.

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Operação Comércio Legal, interditou uma estamparia na Zona Norte da capital durante uma intervenção de combate à pirataria, em parceria com a Delegacia Antipirataria do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

A operação, denominada “Operação Colombina”, foi deflagrada na manhã desta terça-feira (18/02) na região da Sé, Brás, Pari e Santana para combater a comercialização, armazenamento e produção de produtos piratas como fantasias, adereços e acessórios carnavalescos.

A ação contou com a participação de cerca de 100 pessoas entre policiais, guardas civis metropolitanos, funcionários de prefeitura, e representantes de escritórios de advocacia que atuam para marcas prejudicadas pelo uso indevido e comercialização desses itens piratas.

O trabalho resultou na apreensão de 3,5 toneladas de produtos piratas, em 12 alvos objetos da Operação, sendo 10 lojas, 1 depósito e uma fábrica.

Operação Comércio Legal

Desde 2019, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Operação Comércio Legal, já realizou ações exclusivas e em parceria com órgãos como a Receita Federal e o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) para combater a pirataria em depósitos e pontos de venda (shoppings, galerias, lojas e ambulantes) que resultaram na apreensão de materiais piratas ou sem nota fiscal como tênis, camisetas, relógios, óculos, brinquedos, artigos de luxo, eletroeletrônicos, entre outros itens.

Leia também

Prefeitura realiza ação combate à pirataria de itens carnavalescos em parceria com o Deic

 

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Cursos Grátis no Portal do Cate