Notícias

Cidade lança Programa Sampa+Rural para expandir assistência técnica no setor agrícola

Prefeitura apresentou também o Plano Rural que vai fortalecer a agricultura urbana.

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo lançou nesta terça-feira (8) o Programa Sampa+Rural com medidas para fortalecer e expandir a agricultura no município. Foi apresentado também, o Plano Municipal de Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável que agrega ações de todas as áreas da prefeitura no setor.

O lançamento contou com a presença do prefeito Ricardo Nunes, da secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, além de autoridades e representantes do setor como entidades, agricultores, produtores rurais e engenheiros agrônomos.

O prefeito destacou a importância das novas ações. “Esse é o reconhecimento do trabalho de quem coloca a mão na terra e garante a agricultura da nossa cidade. Somos apenas uma ferramenta, mas são os trabalhadores responsáveis pelo crescimento do setor”, disse Ricardo Nunes.

“São Paulo tem o maior programa de segurança alimentar do país”, lembrou o prefeito. “São dois milhões e meio de alunos, por exemplo, que recebem merenda escolar todos os dias. Temos também a distribuição de cestas básicas a famílias carentes e outros programas que serão anunciados em breve, como o Armazém Solidário”, anunciou.

As ações têm como objetivo expandir e fortalecer a agricultura da cidade, na zona urbana e na zona rural, que ocupa 28% do território da cidade. É o reconhecendo do papel multifuncional da atividade, na produção de alimentos, segurança alimentar, geração de emprego e renda, sustentabilidade ambiental e mitigação de mudanças climáticas.

“A cidade possui milhares de agricultores, além de mais de 1 mil locais de agricultura cadastrados na plataforma Sampa+Rural. Por isso, são necessárias medidas que têm a missão de fortalecer o setor”, explica a secretária municipal. “O Plano de Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável descreve metas e ações a serem feitas nos próximos anos e o programa Sampa+Rural está sendo implementado por técnicos, que estão em campo dialogando e dando assessoria para quem é agricultor ou quem quer fomentar áreas de plantio”, finaliza Aline Cardoso.

Plano
O Plano Municipal de Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável foi elaborado em conjunto com o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Solidário e Sustentável. O documento indica ações de inclusão econômica e incentivo para o crescimento de atividades agroecológicas no município, para melhorar as condições de trabalho de agricultores familiares urbanos e rurais da cidade.

Por meio de 16 eixos temáticos, o Plano apresenta estratégias e metas a serem cumpridas, sendo algumas consideradas urgentes e outras mais ambiciosas, que devem ser instituídas nos próximos oito anos.

O documento está disponível clicando aqui e ficará em consulta pública por 15 dias, antes de ser publicado o decreto. "O programa Sampa+Rural e o Plano são um marco, um novo momento para as políticas públicas de agricultura na cidade de São Paulo, são ações muito esperadas pela Prefeitura e pela sociedade civil. Reconhece o papel da agricultura agroecológica, traça caminhos e viabiliza a implantação desse fortalecimento por toda a cidade”, afirma a coordenadora de Agricultura da SMDET, Lia Palm.

Sampa+Rural
O Programa Sampa+Rural prevê ações que visam expandir a Assistência Técnica e Extensão Rural, a inserção de beneficiários do Programa Operação Trabalho (POT) na área da agricultura, além da estruturação de 400 locais de agricultura na capital e de cinco estufas escola.

No caso da Coordenadoria de Agricultura, que conta hoje com três Casas de Agricultura Ecológica (CAEs) nas zonas sul, leste e norte, sendo a última responsável pelo atendimento também dos distritos da região centro, oeste e sul em sua porção urbana. A equipe, que contava com apenas 4 técnicos, foi ampliada para 10 engenheiros agrônomos, e será expandida para 16 profissionais até o final de 2022.

As medidas fazem parte da estratégia da Secretaria para estruturar 400 locais de agricultura até 2024, compromisso assumido na meta 61 do Programa de Metas. Para isso, entre outras ações, foi aberto um chamamento público para entidades interessadas em atuar no incentivo do uso de tecnologias agroecológicas adaptadas à agricultura familiar. Mais informações sobre o edital estão disponíveis em www.bit.ly/chamadaatersp.

Plataforma
Com o objetivo de mapear, conectar e reunir iniciativas de agricultura, turismo e alimentação saudável em um só lugar, a plataforma Sampa+Rural já conta com mais de 2,4 mil locais mapeados e disponibilizados para consulta.

Os locais mapeados podem receber um selo que indicam que o local é um produtor de orgânicos ou que fomenta de alguma forma o movimento rural da Capital. A iniciativa é construída colaborativamente e pode ser acessada de qualquer dispositivo conectado com a internet, divulgando e conectando agricultores locais, estabelecimentos parceiros de produtores, roteiros turísticos e muito mais. Acesse e conheça sampamaisrural.prefeitura.sp.gov.br.

POT
Em novembro, também foi aberto um edital para a criação do Programa Operação Trabalho (POT) Agricultura, que iniciará com 200 pessoas que atuarão em locais de agricultura da cidade e nas CAEs. A iniciativa também promoverá capacitação para os bolsistas. Mais informações: www.bit.ly/agromentoriasp

Escolas
Com previsão de reativação em 2023, o projeto Escola Estufa será uma importante ferramenta de capacitação e desenvolvimento de mudas em todas as regiões da cidade. A iniciativa terá a missão de engajar a comunidade do entorno e fomentar a capacitação e produção de mudas para a agricultura local. São previstas cinco novas estufas para o próximo ano, uma em cada região da cidade.

Espaços
A Ade Sampa, agência vinculada à SMDET, fará um investimento de R$ 600 mil para assessorar e acelerar 20 espaços de produção agrícola com impacto socioeconômico positivo na Capital. Os locais selecionados receberão mentorias e assessoria especializada na gestão e acesso ao mercado. As inscrições estarão abertas entre dezembro de 2022 e janeiro de 2023.

 

SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
Telefones: 3113-8835/ 3113-8831
E-mail: imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Acervo de vídeos
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br

 

Ações do documento