Notícias

Centros para Crianças e Adolescentes inovam no atendimento durante a pandemia

Atendidos recebem atividades interativas on-line, cestas básicas, kits pedagógicos e de higiene

De Secretaria Especial de Comunicação

Os Centros para Crianças e Adolescentes (CCA) da Prefeitura, conveniados à Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), estão inovando no atendimento durante a pandemia de covid-19, doença provocada pelo coronavírus.

Desde o mês de março, os CCAs tiveram suas atividades de convívio suspensas e foram orientados a desenvolver projetos socioeducacionais passíveis de serem realizados em domicílio. Os recursos das parcerias previstos para a aquisição de alimentos foram destinados à compra de cestas básicas e itens de higiene conforme a Portaria 013/SMADS/2020.

“O CCA contribui para o desenvolvimento das crianças e adolescentes, por meio de atividades socioeducativas que fortalecem vínculos familiares e a criatividade dos atendidos”, opina a supervisora de Assistência Social da Vila Mariana, Egle de Moura. “A cada contato cresce a sensação de acolhida proporcionada pelas crianças e adolescentes. Eles vão ficando mais dinâmicos, desenvoltos e livres”, descreve.

Em paralelo às ações executadas a partir das orientações da secretaria, as Organizações da Sociedade Civil (OSCs), gestoras dos CCAs, estão organizando campanhas de arrecadação de doações junto às empresas privadas e pessoas físicas, conforme o perfil dos atendidos nos espaços.

Na última quinta-feira (14), o CCA Gaetano e Carmela, localizado no bairro da Saúde, Zona Sul, entregou 138 cestas básicas, 84 kits pedagógicos e 69 kits de higiene para todas as 69 famílias com crianças cadastradas na unidade. “Essas doações têm sido importantes porque estamos sem trabalhar”, relatou Silvana Gomes de Almeida, 50, mãe de Giovanna Gomes de Almeida, 9, que frequenta a unidade há mais de dois anos.

O Gaetano e Carmela é beneficiário da campanha de arrecadação que a OSC Associação Santo Agostinho (ASA) realiza em seu site, onde já foram registrados 194 doadores como pessoa física e 11 empresas, além de cinco organizações que auxiliam na mobilização. Até o momento, houve quatro distribuições diferentes e as famílias foram beneficiadas com 269 cestas básicas, 69 kits de higiene e 84 kits pedagógicos, entregues entre os meses de março e maio, contabilizando tanto os produtos adquiridos com recursos disponibilizados pela Prefeitura, quanto pelos doadores.

O serviço divide os atendidos em três faixas etárias, o que também norteia a composição das atividades. Para crianças de 6 a 8 anos são enviadas atividades semanais online que estimulam a imaginação, o raciocínio lógico e a criatividade com leitura e jogos lúdicos. A partir do público intermediário entre 9 e 11 anos as atividades como alongamento, jogos teatrais e desafios interativos são diários. Já os adolescentes de 12 a 14 anos recebem tarefas como arrumação da roupa na gaveta para auxiliar a família em casa, cine pipoca e resgate de brincadeiras antigas.

“Tenho aproveitado as brincadeiras que a tia Sheila manda. É muito bom ficar com a minha mãe, que tem me ajudado com as atividades, com as brincadeiras e também a escrever”, relata Rebeca Ribeiro dos Santos, 9, ao lado da sua mãe Nilse Ribeiro dos Santos, 43. “Com o lápis de cor que ganhei vou escrever textos que minha mãe passar e vou pintar e desenhar muito”, finaliza.

Atividades pela cidade

Na Zona Oeste, os CCAs da Lapa se destacam pela variedade de atividades. O Vila Anglo compartilhou as homenagens das crianças e adolescentes ao Dia das Mães no Facebook. O ACM da Lapa – que leva a abreviatura da OSC Associação Cristã de Moços de São Paulo - realiza transmissões de aulas ao vivo de ginástica de solo, dança livre e recreação infantil. O Criança Crescendo Cidadã estimula os pequenos a usarem fantasias de personagens que remetem as histórias enviadas por vídeo e executar atividades de reciclagem em casa.

O CCA Conosco no Balneário São José, em Parelheiros, envia para as crianças e adolescentes atividades como circuitos de treinos físicos, confecção de máscaras de proteção e até mesmo de preparação de sucos saudáveis, como gengibre com limão. Em Guaianases, o Terceiro Mundo tem trabalhado com exercícios de relaxamento, danças e jogos de adivinhação. Já o Recanto São José, de Santana, envia atividades baseadas em arte.

CCA

O Centro para Crianças e Adolescentes (CCA) é um espaço de referência para o desenvolvimento de ações socioeducativas com crianças e adolescentes, que buscam assegurar o fortalecimento dos vínculos familiares e o convívio em grupo, comunitário e social. Ele é organizado em duas modalidades: Centro para Crianças, de 6 a 11 anos e 11 meses, e Centro para Adolescentes, de 12 a 14 anos e 11 meses.

A rede socioassistencial dispõe de 470 CCAs, que atendem 69.030 crianças e adolescentes entre 6 e 14 anos.

Leia também:

Coronavírus: Confira as principais notícias publicadas no site da Prefeitura

Ações do documento

Vídeos

Reconstrução da autonomia - Conheça a história de Débora e Marlon

Ver agenda completa