Notícias

Centro Especializado em Reabilitação São Miguel inicia tratamento com robô de reabilitação

Reabilitação com robôs maximiza a função residual pós-cirurgia, lesão ou doença no membro superior dos pacientes

De Secretaria Especial de Comunicação

Os pacientes atendidos pelas unidades CER IV São Miguel, na Zona Leste, e CER IV - M' Boi Mirim, na Zona Sul, contam agora com fortes aliados na recuperação de movimentos dos membros superiores: dois robôs portáteis capazes de propiciar uma fisioterapia totalmente personalizada e lúdica, utilizando videogames.

Conhecidos como Assistive Reabilitation Machine, ou apenas ARM, os robôs foram comprados pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), para auxiliar no tratamento dentro da rede CER da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

“O robô vai ajudar esses pacientes a ter uma autonomia maior, ganho de força, aumento de movimento e de força muscular e de velocidade no movimento. Ele também vai auxiliar nas atividades que eles fazem no dia a dia, como arrumar a cama e abrir a geladeira”, explica a coordenadora do CER São Miguel, Kelly Pereira.

Entre os benefícios do auxílio da reabilitação com robôs, está a maximização da função residual de pacientes que foram submetidos a cirurgias ou tiveram lesões ou doenças no membro superior, como pacientes que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC).

“A terapia robótica com a utilização do robô ARM complementa o processo de reabilitação dos pacientes do nosso centro de reabilitação. Ela pode ser usada com pacientes que tenham lesões neurológicas como, por exemplo, acidente vascular encefálico e o Traumatismo Cranioencefálico. Ela serve também para auxiliar a reabilitação de membros superiores”, complementa Juliana Melo, terapeuta ocupacional do CER IV São Miguel.

A tecnologia desenvolvida pela empresa VIVAX possibilita gravar informações como posição, trajetória, força, velocidade e explorar o desempenho motor durante os movimentos guiando o membro do paciente. Além disso, o equipamento auxilia o fortalecimento muscular, sensorial, coordenação motora e a velocidade de movimento. Ele permite aumentar de forma gradual os movimentos, auxiliando na melhoria dos parâmetros ao longo da reabilitação.

A paciente do CER São Miguel, Ariadne da Costa Aguiar, foi a primeira a experimentar o robô e destaca a confiança no resultado. “Eu acredito que esse robô vai ajudar na minha recuperação e voltar os meus movimentos”, conta Ariadne.

O CER IV - M' Boi Mirim também recebeu um novo equipamento semelhante para atendimento e tratamento dos pacientes na unidade na zona sul.

 

CER

Os CERs integram as diversas modalidades de reabilitação física, auditiva, intelectual e visual e realizam diagnóstico, tratamento, concessão, adaptação e manutenção de Tecnologia Assistiva, constituindo-se em referência para a rede de atenção à saúde no município.

A cidade de São Paulo conta com 33 unidades da rede CER, 30 com atendimento às pessoas com deficiência física. As intervenções são realizadas por equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, entre outros.

 

Ações do documento