Notícias

Capital reduz intervalo da segunda dose de AstraZeneca para oito semanas

Medida passa a valer a partir desta quarta-feira (27) para adultos que tomaram a primeira dose há pelo menos 56 dias

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio do Programa Municipal de Imunizações (PMI), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), passa a adotar, a partir desta quarta-feira (27), o intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda doses da vacina antiCovid da AstraZeneca para pessoas acima de 18 anos de idade. Assim, todos os adultos que tomaram a primeira dose há 56 dias estão aptos a receber a segunda dose do imunizante. A capital aguarda cerca de 200 mil pessoas para completar o ciclo vacinal com a AstraZeneca.

A medida respeita a orientação dos programas Nacional e Estadual de Imunizações (PNI e PEI).

De acordo com o secretário municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, na última segunda-feira (25), o município recebeu do Programa Estadual de Imunizações (PEI), um total de 200 mil doses do imunizante da AstraZeneca. "Com o estoque abastecido é possível seguir a redução do intervalo entre a primeira e segunda dose do imunizante da AstraZeneca, e assim, avançarmos ainda mais para completar o esquema vacinal do público elegível na cidade de São Paulo", afirma o secretário.

A capital segue com o esquema tradicional de vacinação para primeira e segunda doses (D1 e D2), além da dose adicional para idosos acima de 60 anos de idade e trabalhadores da saúde com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (D2 ou dose única) há pelo menos seis meses, exceto grávidas e puérperas.

A dose adicional também permanece liberada para pessoas com mais de 18 anos que tenham alto grau de imunossupressão. Para esse grupo, com mais de 18 mil cidadãos, é preciso ter tomado a D2 ou dose única há pelo menos 28 dias.

Até esta terça-feira (26), foram aplicadas 19.819.658 doses de vacinas antiCovid, sendo 10.491.026 primeiras doses, 8.252.339 segundas doses, 327.376 doses únicas e 748.917 doses adicionais. A cobertura vacinal da população com mais de 18 anos está em 107,9% para D1 + DU e em 92,6% para D2 + DU. Em adolescentes de 12 a 17 anos, foram aplicadas 861.619 primeiras doses, representando uma cobertura vacinal de 102,1%. Também foram aplicadas 35.740 segundas doses nesse público.

A disponibilidade de segundas doses das vacinas antiCovid pode ser verificada por meio da plataforma De Olho na Fila

Mais informações e a lista dos postos de vacinação podem ser encontradas no site Vacina Sampa.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Saúde Pós Covid-19