Notícias

Campanha de vacinação contra a Influenza começa na próxima semana

Imunização terá início nesta segunda-feira (23), em todo o município

De Secretaria Especial de Comunicação

Na próxima segunda-feira (23) começa a vacinação contra a gripe (influenza) em todo o município de São Paulo, inicialmente para idosos e profissionais da saúde. Gradativamente, ela será disponibilizada para os seguintes grupos: crianças de seis meses a cinco anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e professores das escolas públicas e privadas, assim como povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e forças de segurança e salvamento também poderão ser vacinados.

A influenza é uma doença infecciosa febril aguda, com maior risco de complicações em alguns grupos vulneráveis, que pode evoluir para formas mais graves, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e até a morte. Por este motivo, a vacina será oferecida inicialmente para idosos e profissionais da saúde e será disponibilizada gradativamente para os demais grupos de maior vulnerabilidade.

Para que todos os idosos possam ser atendidos, visto que a orientação é que permaneçam em casa devido ao coronavírus, serão montadas salas apenas para a vacinação de campanha, em local reservado na UBS, para que as pessoas que forem se vacinar contra a influenza não tenham contato com os demais pacientes. 

"A campanha tem início segunda-feira e vai até dia 22 de maio. Teremos 468 Unidades Básicas de Saúde abertas na cidade para fazer a vacinação. Essas UBSs vão funcionar de maneira especial, devido ao surto de coronavírus. Teremos acolhimento, recepção, uma rápida avaliação médica e, por fim, a pessoa será vacinada. Os idosos entrarão por uma porta e sairão por outra. Nas unidades que têm espaço externo, montaremos tendas para fazer a imunização. A Secretaria Municipal de Saúde também irá até instituições de longa permanência, como asilos e casas de repouso, para vacinar esse público", declarou o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.

De acordo com Aparecido, escolas também serão utilizadas para a campanha, assim como os grandes conjuntos habitacionais, para que o trânsito de pessoas seja reduzido nas unidades. "Serão 20 mil profissionais de saúde e 2 mil estagiários de Medicina envolvidos nesse processo. A ideia é realizar a vacinação de forma muito rápida. As pessoas deverão chegar, se vacinar e retornar para suas casas", enfatizou o secretário.

Os profissionais que farão parte da campanha darão orientações sobre precauções e, principalmente, identificarão sintomáticos respiratórios, que receberão máscara cirúrgica e terão atendimento prioritário durante a vacinação.

Em 9 de maio, será realizado o dia "D" de mobilização nacional de vacinação contra a Influenza. A campanha está prevista para seguir até o dia 22 de maio.

A vacinação da Influenza não protege contra o coronavírus, mas vai auxiliar os profissionais de saúde no diagnóstico para a Covid 19, ao descartarem os vários tipos de gripe na triagem da população vacinada.

Para saber qual a UBS mais próxima de sua residência, acesse o Busca Saúde.

Leia também:

Coronavírus: Centros Educacionais Unificados serão pontos de atendimento para a Campanha de Imunização contra o Influenza

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Saúde Pós Covid-19