Notícias

Avenida Marquês de São Vicente ganha nova estrutura cicloviária

Via da Zona Oeste é contemplada com trecho de ciclofaixa com 1,3 km de extensão

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) e a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), concluiu as obras e a sinalização da nova ciclofaixa da Avenida Marquês de São Vicente, na Zona Oeste. A nova estrutura cicloviária conecta um trecho já existente da ciclofaixa Marquês de São Vicente às ciclofaixas da Avenida Santa Marina e do Viaduto Pompeia, também recentemente entregue. Com 1,3 km de extensão, a ciclofaixa é monodirecional e está localizada na via ao lado da calçada. Além da preparação do piso, a ciclofaixa recebeu o novo padrão de sinalização, que traz mais segurança aos ciclistas. O novo trecho de ciclofaixa está entre as praças José Vieira de Carvalho Mesquita e Pedro Corazza.

A entrega da nova estrutura faz parte do Plano Cicloviário da Prefeitura, que tem como objetivo ampliar a malha cicloviária da cidade. Além das novas ciclovias e ciclofaixas, o Plano Cicloviário está requalificando a malha já existente, garantindo mais qualidade e segurança para quem se desloca de bicicleta.

Atualmente, a malha cicloviária da cidade já é a mais extensa do país, com 645 km de extensão. Até o momento, foram entregues 141 km de novas ciclovias e ciclofaixas e requalificados 239 km das estruturas existentes. São 88 km em obras com entregas previstas para as próximas semanas.

Os números dos relatórios de acidentes da CET mostram que, quanto mais estruturas exclusivas para bicicletas, menor é o número de mortes de ciclistas. Por exemplo, entre 2011 e 2018, período em que a malha cicloviária passou de 74 km para 503,6 km de extensão, o número de mortes de ciclistas caiu na proporção em que a malha crescia: redução de 61% nas mortes na comparação entre o primeiro e o último ano.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - A esperança em forma de vacina