Notícias

Atividade física: danças de gestualidade proporcionam serenidade e harmonia

Aula sugerida pela Prefeitura, por meio da UMAPAZ da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, é um recurso para manter o equilíbrio neste período de pandemia

De Secretaria Especial de Comunicação

Nestes tempos de isolamento social é importante nos voltarmos para os cuidados necessários com nosso corpo. E as danças de gestualidade sugeridas pela Prefeitura, por meio da Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ) da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, podem ser um recurso para este cuidado.

De acordo com Estela Maria Guidi Pereira Gomes, coordenadora do programa Metodologias Integrativas da UMAPAZ,  focalizadora de danças circulares e fonoaudióloga, para praticar esta atividade basta escolher um local tranquilo e fazer movimentos e gestos com o corpo, os braços e mãos, buscando integrar respiração e movimento, com harmonia e serenidade.

“Nosso corpo é a nossa casa nesse planeta e precisamos cuidar dele,  para que possamos viver o máximo de tempo possível com qualidade de vida. Nesse período de pandemia, onde as pessoas estão em casa, é importante que se faça uma prática corporal para mantermos  em dia a nossa saúde física mental e emocional”, enfatiza Estela.

Esta prática, segundo a coordenadora, também pode ser chamada de meditação em movimento e tem como objetivo conectar o praticante à natureza. Uma das danças se chama “Eu Reverencio a Sabedoria Inicial”. Trata-se de um mantra de proteção, feita com a música Aad Guray,  interpretação de Deva Premal, que pode ser encontrada em diversas mídias como  Youtube, Spotify, Apple music. A letra do mantra, traduzida, quer dizer: "Eu reverencio a sabedoria inicial. Eu reverencio a verdadeira sabedoria através das eras. Eu reverencio a verdadeira sabedoria. Eu reverencio a grande sabedoria invisível".

“Iniciamos esta prática encontrando um lugar acolhedor. Nos colocamos em pé, com as pernas separadas e pés abertos voltados para fora, buscando uma posição confortável. A cada frase musical, devemos fazer um movimento e buscar  integrá-lo de forma contínua, lenta e suave. Devemos elevar os braços pela lateral do corpo, formando um grande círculo ao seu redor e unindo as palmas das mãos no alto do céu, acima da cabeça. Na sequência, descemos as mãos unidas até a altura do coração”, orienta a especialista.

Estela ainda afirma que, durante a atividade, é necessário  torcer as mãos, que devem estar unidas, desenhando um meio círculo na frente do coração, de modo que os dedos que estavam apontando para o céu apontem para a terra.

“Logo depois é preciso flexionar lentamente os  joelhos, abaixando o tronco em direção à terra e acompanhar, com o movimento das mãos e dos braços, que se alongam em direção à terra. Ao final, é hora de separar as mãos, abrindo os braços para a terra e elevar o corpo para a posição ereta inicial, para recomeçar. A pessoa pode encontrar seu próprio ritmo, não havendo necessidade de ser prender ao vídeo”, finaliza.

Leia também:

Coronavírus: Confira as principais notícias publicadas no site da Prefeitura

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Merenda Escolar Sustentável