Notícias

Associação Pequeno Mestre oferece atividades gratuitas no Capão Redondo

Criada pelo campeão mundial de kung-fu, Cezar Snyper, ONG atende 482 crianças e adolescentes da região

De Secretaria Especial de Comunicação

É em um espaço de seis mil metros quadrados, na região do Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, que a Associação Pequeno Mestre oferece aulas de boxe, capoeira, jiu-jitsu, kung-fu, muay thai e futebol para crianças e adolescentes de cinco a 18 anos de idade.

Criada em 2015 pelo campeão mundial de kung-fu, Cezar Snyper, a ONG tem como principal objetivo incentivar os estudos e a prática de esportes, afastando as crianças das drogas e da violência.

“A função de uma ONG dentro de uma comunidade é mudar ela. E o nosso objetivo é exatamente esse, de mudar a cabeça, a mentalidade das crianças que são os futuros moradores dessa região, para que tenhamos uma outra sociedade. Se essa sociedade está ruim, nós temos como missão criar uma nova. Então, nada mais importante que trabalhar na mente dessas crianças.”, explicou Snyper.

Além das atividades esportivas, a Associação também oferece aulas de reforço escolar, escola cristã de férias e filosofia oriental. Todas as atividades são gratuitas. A única exigência é que a criança esteja matriculada na escola.

“Eu nasci aqui e não tinha uma associação em que eu pudesse treinar capoeira gratuitamente. Minha mãe, muitas vezes, teve que tirar o dinheiro de uma outra necessidade, para que eu pudesse treinar. Então, eu sei como projetos como esses são importantes. Porque estamos conseguindo tirar aquele aluno da rua, da criminalidade. E temos um trabalho pedagógico nas aulas, para que eles possam melhorar o desempenho nos estudos também”, disse o professor de capoeira da Associação, Luiz Arnaldo.

Atualmente são atendidas 482 crianças no local. A partir do segundo semestre, novas atividades serão implementadas, como aulas de música, natação, hidroginástica para terceira idade, dança, ginástica, além de cursos profissionalizantes, de inglês, de Excel, de culinária e de agronomia na horta do próprio espaço. Uma academia de musculação e uma lan house, com internet livre, também serão abertos dentro da Associação.

FOTOS
Crédito: Heloísa Ballarini/SECOM
Foto 1 | Foto 2 | Foto 3 | Foto 4 | Foto 5

Ações do documento

Vídeos

SPLICA - Acessibilidade em São Paulo