Notícias

Assistência Social realiza ação para 1,2 mil famílias na Brasilândia

Cadastrados receberam cestas básicas, máscara de proteção e kits de higiene e limpeza

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), entregou nesta quinta-feira (30) cestas básicas, máscaras de proteção e kits de higiene pessoal e domiciliar para 1,2 famílias em situação de vulnerabilidade na região da Brasilândia, na Zona Norte. Os beneficiados são cadastrados em dois equipamentos públicos integrantes da rede socioassistencial da cidade. 

No Serviço de Assistência Social à Família (SASF) Elisa Maria, mil cestas básicas estão sendo entregues às famílias, todas compostas por: arroz (5 kg), feijão, sal, açúcar, farinha de trigo, óleo de cozinha, macarrão, linguiça fina (embalada), fubá, farinha de mandioca, bolacha, molho de tomate e sardinha em lata. Destas, 22 famílias receberam em casa por não terem condições de se deslocar. As doações vieram da Associação RenovaBR e fazem parte do Programa Cidade Solidária, para ajudar neste momento de pandemia. 

As famílias também receberam máscaras de proteção doadas por seis comerciantes locais. No total, foram entregues 1.000 unidades. 

Já o Núcleo de Convivência de Idosos (NCI) Coração Materno realizou ação para beneficiar 200 famílias cadastradas. Neste caso, foram entregues cestas básicas contendo arroz (2 kg), macarrão (2 un),molho de tomate, sardinha (lata), feijão, açúcar, farinha de trigo, farinha de mandioca, óleo de cozinha, leite, goiabada e fubá. Os produtos foram adquiridos pela entidade que administra o NCI conforme Portaria 013/SMADS/2020, do dia 24 de março e reformulada dia 25, porém, os três últimos itens citados foram doados com recursos arrecadados pelos DJs do Projeto Flashback. 

No local, também foram entregues 300 máscaras de proteção e 320 kits de higiene pessoal e domiciliar, compostos de 2 sabonetes, 2 cremes dentais, 2 escovas de dente (uma para adulto e outra infantil), sabão em pó, sabão em pedra, desinfetante, detergente, água sanitária, álcool em gel, esponja de louça e papel higiênico (embalagem com 4 rolos). Os produtos foram doados pelo Centro Espírita Irmão Itajubá, e também por uma moradora da região. O NCI oferece aos usuários atividades como Yoga, Dança de salão, Tai Chi Chuan, Ginástica, Dança Folclórica e Pilates, além de atendimento social e psicológico, também suspensos temporariamente. 

A partir dessas ações, o objetivo da Prefeitura é garantir alimentação para a população mais vulnerável. E, para ampliar ainda mais a rede de apoio, o Município criou o Cidade Solidária que une o poder público à sociedade civil para atender o maior número de famílias vulneráveis possível. 

Cidade Solidária 

Lançado em 7 de abril, o programa Cidade Solidária une a administração pública e entidades organizadas da sociedade civil para criação de uma rede de solidariedade que ajude pessoas em situação de extrema vulnerabilidade durante o período emergencial em que vivemos. O objetivo é convocar a população para doar cestas básicas (alimentos e limpeza/higiene) em nove pontos de coleta distribuídos pela cidade e/ou dinheiro para um fundo que viabilizará a aquisição de mantimentos para as pessoas e famílias em situação de extrema vulnerabilidade. 

A ação conta com o suporte de diversas secretarias municipais, entre elas, Assistência e Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Cidadania, Saúde, Desenvolvimento Urbano, Cultura, Habitação, Pessoa com Deficiência, e Desenvolvimento Econômico e Trabalho.  Quanto às organizações da sociedade civil, já estão participando entidades como a Fundação Tide Setúbal, Ação Educativa, Instituto Alana, Itaú, Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Instituto Acaia, WRI, União dos Movimentos de Moradia, União dos Movimentos de Cortiço, Movimento Terra de Deus, Terra de Todos, Todos pela Educação e Cruz Vermelha. Além destas entidades, diversas outras estão sendo convocadas para participar do Cidade Solidária. Acesse https://www.spcidadesolidaria.org/ ou ligue 156 para saber mais.

 

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Atendimento no Cate

Ver agenda completa