Notícias

Aprenda a cuidar de suas plantas

Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ), da Prefeitura de São Paulo, dá dicas para você nesta quarentena

De Secretaria Especial de Comunicação

Está de quarentena? Não sabe o que fazer para tirar os pensamentos negativos da sua mente? Temos uma sugestão para te dar. Cuide de suas plantas. Quando praticamos jardinagem o tempo passa e nem percebemos. Esta atividade nos distrai e acalma. Por isso, a Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ), da Prefeitura de São Paulo, dá algumas dicas para você preservar das suas plantas.

Você sabia que as plantas que podem ser cultivadas em casa, apartamento, escritórios, bancos, shoppings são chamadas de Plantas de Interior ou Plantas de Ambientes Internos? Como podemos saber o melhor local para cultivarmos estas plantas? É fácil.

Iluminação
Se o cômodo possuir uma janela, a luz do sol entrará por ela e iluminará o ambiente. Dessa forma, a região mais próxima da janela é chamada de meia sombra e a mais distante é chamada de sombra

Na região de meia sombra podemos colocar as floríferas em geral, samambaias, avencas, entre outras. Na região de sombra colocamos plantas com folhas de verde mais escuro como, por exemplo, filodendros, antúrio, espada-de-são-jorge, jiboias e zamioculca.

Se na sua casa ou escritório, o local escolhido para ter plantas, não tiver janelas, também é possível colocar uma lâmpada especial para cultivo de plantas com 80% de luz vermelha e 20% de luz azul. A luz vermelha é usada pela planta para fazer a fotossíntese, processo no qual a planta utiliza a energia da luz vermelha, a água, os sais minerais e o gás carbônico (CO2) para produzir seu alimento, a partir de uma pequena molécula de açúcar, de três carbonos. A luz azul é importante para auxiliar no processo de entrada e saída de água da planta e em outros processos de desenvolvimento.

Quando regar?
Outra dúvida importante quando cultivamos plantas em casa é saber quando e como regá-las. Neste sentido, existem plantas que precisam estar com o substrato (a terra do vaso) sempre úmido, como por exemplo, samambaias, avencas, zamioculca, petúnia, beijo-turco, entre outras.

Como saber se o substrato está úmido? Aprofunde seu dedo indicador no substrato, por cerca de dois centímetros de profundidade, se estiver geladinho, sem água em volta dele, então a rega está adequada. Caso tenha água em volta, significa que você exagerou.

Mas, se eu não tiver muito tempo para cuidar da rega, como faço? Existem no mercado as estacas de irrigação, que são tampas com controle de saída de água, que podem ser colocadas nas bocas das garrafas contendo água, que serão colocadas de ponta a cabeça, no substrato. A água vai sendo liberada devagar e mantendo o substrato úmido.

Umidade relativa do ar:
Às vezes, fazemos tudo direitinho e a planta não fica bem, como é o caso da avenca, que além do substrato úmido, requer uma umidade relativa do ar mais alta do que as demais plantas.

O que podemos fazer para aumentar a umidade relativa do ar, em determinado local da nossa casa? Temos algumas sugestões:

Colocar todas as suas queridas plantas juntas num mesmo local, de forma que a transpiração de uma se soma à da outra, criando um microclima, com maior umidade relativa do ar, no local.

Inserir o vaso com a planta dentro de um cachepô, com saída de água e camada de drenagem, com as laterais preenchidas, ou com esfagno ou vermiculita umedecidos. A evaporação da água no local aumenta a umidade relativa do ar no entorno da planta.

Em tempos secos com poeira no ar, os pequenos e microscópicos poros existentes nas folhas, chamados estômatos, podem ficar obstruídos e causar problemas na transpiração. A solução é aspergir água nas folhas e, com algodão umedecido, tirar a poeira para desobstruir os poros.

Lembrando que a absorção de água pela planta é impulsionada pela perda de água, nas folhas, na forma de vapor, liberado pelos estômatos. Se não houver transpiração, a absorção de água fica prejudicada.

Ações do documento