Serviços para Cidadão

Cultura Afro

A cultura afro é uma das bases das tradições brasileiras e é muito presente também na vida da cidade de São Paulo. Suas manifestações estão por todos os lados e enriquecem muito a cultura local com seus belos ritmos, sua crenças e seus costumes que realçam a diversidade da capital.

Assim, em parceria com a Coordenadoria dos Assuntos da População Negra (CONE), a SPTuris criou este roteiro que visa resgatar a história dos afrodescendentes na cidade por meio do incentivo à visitação de atrativos turísticos com referência a esta vasta e admirável cultura.

Algumas das principais personalidades brasileiras com ascendência africana ou que lutaram ao lado dos afrodescendentes tiveram papel de destaque na trajetoria paulistana e mudaram para sempre a história da cidade. Conheça algumas delas:

• Luiz Gama: o advogado dos Escravos. Foi um dos juristas mais respeitados e temidos (pelos escravocratas) do século XIX na província de São Paulo;

• Tebas: o escravo. Deu origem a expressão “ser tebas”. Na Paulicéia, chegou a significar “empreendedor, hábil, capaz de tudo fazer com acerto e perfeição”, diz o historiador Affonso A. de Freitas em “Reminiscências Paulistanas”, de 1921;

• Padre Antônio Aparecido da Silva: patriarca da pastoral afro-brasileira;

• Padre Batista: como era conhecido o Padre Benedito Batista Laurindo, um dos pioneiros no trabalho da pastoral do menor, no centro da cidade.

Fazem parte deste roteiro: Academia Paulista de Letras, Associação Cultural, Cachuera!, Casa das Áfricas, Casa Mestre Ananias, Cemitério da Consolação, Centro Cultural Africano, Centro Cultural do Candomblé, Grupo Cordão de Ouro, Igreja Nossa Senhora da Achiropita, Igreja Nossa Senhora da Boa Morte, Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, Igreja Santa Cruz dos Enforcados, Largo São Francisco, Museu Afro Brasil, Axé Ilê Oba, Centro de Cultura Afro-Brasileira Asé Ilê do Hozooane, Ilê Alaketú Ibualamo, Panelafro, Samba da Laje, Samba do Monte e Samba da Vela.

Roteiro em PDF